Sobre acessibilidade

Serviços

Notícias Mais Notícias

14/04/2016 - 13:30
Equipe técnica da CBDV foi recebida pelos representantes do Governo do Estado em Belém

A equipe técnica da Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV), que realiza em Belém as disputas da Regional Centro-Norte, desta quinta-feira, 14, a domingo, 17, foi recebida no Palácio do Governo por representantes dos órgãos estaduais que apoiam a competição.

Participaram do encontro o chefe da Casa Civil, José Megale; a diretora geral do Núcleo de Articulação e Cidadania, Daniele Khayat; a secretária de Esporte e Lazer, Renilce Nicodemos; e a secretária de Educação, Cládia Hage. “O Pará é um celeiro de atletas paralímpicos e estava precisando de um evento como esse. Em novembro também vamos realizar um grande evento aqui, que vai reunir os principais judocas do país no Grand Prix Infraero de Judô para Cegos”, informou Helder Araújo, vice-presidente da CBDV.

Durante o encontro, José Megale disse que ficou muito feliz quando o Pará foi escolhido para receber o campeonato. “Não medimos esforços para realizar um evento maravilhoso para todos os atletas do Pará e de outros estados que estão aqui. Queremos que vocês aproveitem a estadia e possam levar as coisas boas do Pará. Esse campeonato é o exemplo de que o estado apoia o esporte e os atletas que possuem uma grande capacidade de serem referência para a sociedade”, disse Megale.

O presidente da CBDV, Sandro Laina, também agradeceu a recepção e a valorização do esporte. “Eu sempre digo que o esporte te leva do fundo do poço ao topo do pódio. São inúmeras as histórias de famílias humildes que hoje são sustentadas pelos filhos atletas. O goalball e qualquer outro esporte é sempre uma superação”, contou.

Já o presidente da Associação de e para Cegos do Pará (Ascepa), Raimundo Sales, fez questão de agradecer ao Governo o apoio incondicional. “A Ascepa sempre foi muito bem tratada pelo governador, que nunca deixou de nos atender. Como organização da sociedade civil, eu me sinto muito orgulhoso em poder fazer parte de mais esse passo importante para o esporte e para as pessoas com deficiencia no Pará”, relatou.

As obras do Ginásio Poliesportivo, o Mangueirinho, localizado no entorno do Complexo Poliesportivo Mangueirão, também foram citadas durante a reunião. A obra está orçada em R$ 94 milhões, com financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). “O ginásio segue os padrões internacionais de infraestrutura. Tem capacidade para receber cerca de 12 mil pessoas com acessibilidade, como por exemplo banheiros adaptados para deficientes, vestiários e espaço para 240 cadeirantes”, explicou Renilce Nicodemos.

“Estamos muito felizes em poder realizar esse campeonato, que é histórico para o Pará, e ver que o Estado apoia a causa. Vale lembrar que o evento faz parte do Plano Estadual de Ações Integradas às Pessoas com Deficiência, o Plano Existir, que trabalha eixos como saúde, educação, acessibilidade e inclusão social; agregando programas, projetos e ações das diversas políticas públicas, visando garantia de cidadania, inclusão e maior autonomia das pessoas com deficiência no Estado do Pará”, explicou Daniele Khayat.

Ao final do encontro, os presentes assinaram o Termo de Cooperação da realização do evento no Pará. A abertura da Regional Centro-Norte será nesta quinta-feira, 14, a partir das 15 horas, no Ginásio da Escola de Educação Física da Universidade do Estado do Pará (Uepa), na Avenida João Paulo II, e segue até o dia 17 de abril. O evento é aberto ao público e a entrada é franca.

Por Erika Torres

Núcleo de Articulação e Cidadania