Sobre acessibilidade

Serviços

Notícias Mais Notícias

01/11/2017 - 20:30

Vinte anos após sua inauguração, a Rodovia Mário Covas, que liga os municípios de Belém e Ananindeua, na Região Metropolitana, será revitalizada. A obra, que será iniciada em novembro, foi anunciada pelo secretário de Estado de Transportes, Kleber Menezes, para autoridades dos dois municípios, no auditório da Secretaria de Transportes (Setran).

O governo do Estado investirá cerca de R$ 10 milhões na obra, com previsão de execução em quatro meses. O projeto inclui pavimentação – com regularização de subleito, capa de rolamento e correção de defeitos por fresagem descontínua –, serviços de drenagem e desobstrução de bueiro e canal, construção de calçada e canteiro central, e sinalização horizontal e vertical.

No próximo dia 13 (segunda-feira), às 10 h, no KM-02 da Rodovia Mário Covas, à altura do Sesi Ananindeua, será assinada a Ordem de Serviço da obra.

A Etec (Empresa Técnica de Engenharia e Comércio Ltda.), com mais de 30 anos de experiência em execução de obras estaduais, venceu a Concorrência Pública nº. 26/2017, voltada à restauração da pavimentação, passeio, drenagem e sinalização da Rodovia Mário Covas, com extensão de 7,20 quilômetros, desde o entroncamento com a Rodovia BR-316 até a Avenida Augusto Montenegro.

Intervenção estrutural - Importante via de escoamento da produção industrial da Região Metropolitana de Belém em direção ao Porto de Vila do Conde, a Rodovia Mário Covas receberá uma intervenção estrutural, com retirada de camadas de revestimento asfáltico que comprometem a drenagem e a nivelam ao passeio.

Paulo Mariano, diretor Técnico da Setran, informou que será realizado um trabalho de fresagem do revestimento asfáltico. “Depois de todas as intervenções teremos uma pista com 7,5 cm de asfalto, com revitalização do canteiro e das calçadas, além da sinalização completa”, disse o diretor.

Na segunda semana de novembro haverá uma reunião técnica entre os engenheiros responsáveis pela fiscalização da obra, o empresário contratado, João Paulo Macedo, e representantes das prefeituras de Belém e Ananindeua, para verificação dos impactos da execução da obra na fluidez do trânsito, e estabelecimento das frentes de trabalho.

Pessoas e cargas - José Megale, chefe da Casa Civil da Governadoria, ressaltou a importância da Rodovia Mário Covas, “pelo contexto modal de transporte de pessoas e cargas possibilitado por esta via”. Ele agradeceu a parceria dos municípios de Belém e Ananindeua, afirmando que “precisamos desta ajuda mútua para fazer crescer o Pará”.

Para Manoel Pioneiro, prefeito de Ananindeua, o anúncio do início das obras na rodovia é muito bem-vindo. “Há 20 anos, eu era prefeito de Ananindeua quando, ao lado do governador Almir Gabriel, duplicamos a Mário Covas, conhecida, até então, como Rodovia do Coqueiro. Ela é a única via que dá acesso a carretas com destino à capital paraense, por onde circulam mais de 350 carretas/dia”, lembrou o prefeito.

O deputado estadual Miro Sanova ressaltou que a “Rodovia Mário Covas é a mais importante de Ananindeua, por dar acesso à maior área populacional do município, a Cidade Nova”. Na avaliação do deputado estadual Eliel Faustino, “esta obra é um verdadeiro sonho da população que se torna realidade, graças à visão macro que tem o governador Simão Jatene, que viu a possibilidade do desenvolvimento regional por meio da integração do transporte urbano da Região Metropolitana”.

Representando os vereadores de Ananindeua, Elias Barreto considera a Rodovia Mário Covas “importante para os dois municípios. Por ela são transportadas as riquezas produzidas no nosso Distrito Industrial e em Icoaraci”.

Também participaram da reunião, pela Setran, Rodrigo Nassar, diretor de Planejamento, Ernani Lisboa Coutinho Jr., do Núcleo de Licitações e Contratos, e Vera Lúcia, do Núcleo de Controle Interno, além do vice-prefeito de Ananindeua, Carlito Begot, secretários municipais e vereadores.

Outras obras – O secretário Kleber Menezes também já anunciou o planejamento de outras obras na área de transporte, que o governo do Estado vai realizar para melhorar a mobilidade urbana na Região Metropolitana de Belém.

Uma delas é a intervenção no trecho estadualizado da Avenida Independência, entre as rodovias Mário Covas e BR-316. “Apesar de estar em perímetro urbano, ela é a PA-150, e faremos novo retorno com faixas de desaceleração e aceleração, que proporcionam a saída da via para o acostamento”, informou o secretário.

Já está em fase estudos a construção de dois viadutos – uma para transposição da rotatória do 40 Horas, e outro para ligar a Rodovia PA-150 à BR-316, com previsão de licitação ainda neste ano. “Estaremos em Brasília (DF), reunidos com Vimos Grunvald, diretor-presidente da Eletronorte, para dirimir as interferências da obra em relação às linhas de transmissão de energia, para iniciarmos o processo licitatório. Já há recursos, e o layout técnico da obra está em fase final”, acrescentou.

Ainda segundo Kleber Menezes, esta obra garantirá a segunda entrada e saída da cidade de Belém, melhorando o fluxo de veículos na BR-316 e na Avenida João Paulo II, que está sendo prolongada até a Rua da Pedreirinha.

As obras de requalificação de 10,7 quilômetros da BR-316 também foram citadas pelo secretário. Estão planejadas, de acordo com Kleber Menezes, “a construção de passeios e adequação para pessoas com deficiência, ciclovias bidirecionais às margens da rodovia, urbanização, canteiros centrais e repavimentação”.

Por Karlla Catete

Secretaria de Estado de Transporte